Entenda as dores do corpo

Toda dor é o resultado de uma série de alterações que já ocorreram no corpo. Para resolver este problema, a Osteopatia e Cadeias Fisiológicas buscam interpretar qual o tipo de dor e descobrir o que deu origem à essas alterações. Apenas assim, é possível interromper este ciclo.

Para que o leitor entenda que tipo de dor está sentindo, explicaremos detalhadamente cada um.

Dor Articular

Dor precisa. O paciente sabe apontar exatamente o local da dor e surge, geralmente, no final do movimento.

Dor Discal (Hérnia ou Protrusão do disco intervertebral)

Dor aguda que se manifesta principalmente quando o paciente está em pé ou sentado (sob ação da gravidade). Ela aumenta com a tosse ou defecação, pelo aumento da pressão abdominal e intra discal.

Dor Ligamentar

Aparece quando o membro é mantido na posição por muito tempo ou no final da amplitude articular. Dor em “queimação”.

Dor Muscular

Se manifesta com a contração muscular. Durante o estiramento da região, há a sensação de repuxe.

Dor Nervosa

Quando o paciente aponta exatamente o trajeto do nervo acometido. A dor aumenta quando o nervo é provocado, causando irradiaçao, dormência e formigamento.

Dor Visceral

Normalmente não aumenta com o movimento e obedece ao ciclo circadiano, em que cada víscera aumenta sua função em um momento do dia.

Com estas informações, você agora pode tentar explicar direitinho para o seu médico ou Fisioterapeuta como é sua dor. Tente descrever exatamente o que está sentindo, não precisa usar termos bonitos ou formais. Desta forma, será mais fácil lhe ajudar.

Acredite, uma vida sem dores é possível!